Mercados asiáticos têm dia tranquilo depois de Bernanke

sexta-feira, 9 de novembro de 2007 08:36 BRST
 

Por Ian Chua

HONG KONG (Reuters) - O dólar atingiu novo nível mínimo contra o euro nesta sexta-feira, mas muitos mercados da Ásia se recuperaram depois que comentários do chairman do Federal Reserve aumentaram as esperanças de alguns investidores por novos cortes do juro nos Estados Unidos.

Ben Bernanke disse que o crescimento dos EUA pode se provar mais fraco que o esperado e que a inflação pode ser maior. Porém, ele afirmou a parlamentares que a economia norte-americana não parece rumar para uma recessão.

O dólar fraco ajudou a impulsionar o ouro, e o petróleo subiu para 96,25 dólares o barril, se aproximando do recorde de 98,62 dólares atingido na quarta-feira.

A bolsa de TÓQUIO fechou em queda de 1,19 por cento, no menor nível em 12 semanas, revertendo ganhos iniciais, enquanto investidores venderam ações de empresas exportadoras como Canon, na onda da queda do dólar.

As ações japonesas também foram influenciadas por notícia de que a Mizhuo Securities, o braço de corretagem do Mizhuo Financial Group, pode divulgar uma perda com créditos de alto risco de mais de 100 bilhões de ienes e adiar uma fusão. A informação elevou temores de que mais perdas possam ser reveladas e ajudou a derrubar as ações do setor financeiro.

O índice MSCI que reúne os principais mercados da região Ásia-Pacífico operava em ligeira alta de 0,04 por cento às 8h25 (horário de Brasília), apoiado em ganhos de ações de mineradoras.

No ano, o indicador acumula valorização de cerca de 40 por cento, mas ainda está a 6 por cento do pico atingido em 1o de novembro.

A bolsa de SEUL fechou em alta de 0,55 por cento, para 1.990 pontos. HONG KONG avançou 0,08 por cento e XANGAI recuou 0,27 por cento. TAIWAN subiu 0,37 por cento.

CINGAPURA caiu 2 por cento e SYDNEY subiu 0,37 por cento.

 
<p>Mulher passa por painel eletr&ocirc;nico com cota&ccedil;&atilde;o de a&ccedil;&otilde;es, em Seul. O d&oacute;lar atingiu novo n&iacute;vel m&iacute;nimo contra o euro nesta sexta-feira, mas muitos mercados da &Aacute;sia se recuperaram depois que coment&aacute;rios do chairman do Federal Reserve aumentaram as esperan&ccedil;as de alguns investidores por novos cortes do juro nos Estados Unidos. Photo by Han Jae-Ho</p>