Em desvantagem, Marta mantém animação; diz que ajuda é bem-vinda

quinta-feira, 9 de outubro de 2008 16:20 BRT
 

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - Mesmo em desvantagem de 17 pontos percentuais na pesquisa de segundo turno, a candidata do PT à prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, tentou demonstrar animação nesta quinta-feira e disse que toda a ajuda é bem-vinda.

"Marta não está desanimada não, corta essa", disse a candidata a jornalistas sobre pesquisa Datafolha que aponta seu rival, o prefeito Gilberto Kassab (DEM), com 54 por cento de intenção de voto, enquanto ela está com 37 por cento.

"Eu estou muito animada porque nós vamos poder fazer o enfrentamento de propostas, comparando o que nós queremos para a cidade... Nós vamos ter o mesmo tempo de TV para comparar trajetórias, propostas e gestões", afirmou, durante caminhada na região noroeste da cidade.

Questionada se o chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, virá a São Paulo para reforçar sua campanha, como foi noticiado, Marta disse que ele estará em férias.

"Se ele vier eu acho que é lucro total, ainda não está confirmado, acredito que venha", declarou.

Em seguida, a candidada apelou por ajuda. "Quanto mais recursos você tiver, mais gente competente ajudando, mais gente querendo utilizar os seus dias de férias para batalhar com a gente, eu fico agradecida", afirmou.

Para ela, se vários integrantes do partido e do governo vierem apoiá-la, será uma demonstração de que o PT está unido.

(Reportagem de Alice Assunção; Edição de Carmen Munari)