Apesar da alta do dólar, OI mantém oferta por ações da Amazônia

quinta-feira, 9 de outubro de 2008 13:22 BRT
 

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - A Oi TNLP4.SA anunciou nesta quinta-feira que mantém os termos da oferta pública que fará pelos papéis da Amazônia Celular dia 22 deste mês, apesar da alta do dólar e da queda do Ibovespa.

A empresa reconhece alta de mais de 20 por cento na cotação da moeda norte-americana entre 29 de agosto e a quarta-feira desta semana, assim como a queda de mais de 20 por cento no índice Ibovespa até 3 de outubro, sobre 29 de agosto, quando promoveu leilão pelas ações da holding Tele Norte Celular Participações TNCP4.SA.

Mesmo assim, a Oi afirma que as condições estabelecidas para o leilão de 22 de outubro "serão mantidas por ora".

Em 22 de setembro, ela elevou em 48,7 por cento o preço oferecido pelas ações em circulação da Amazônia Celular, operadora que ela comprou da Vivo VIVO4.SA em dezembro passado.

O preço inicialmente oferecido era de 25,50 reais, mas a Oi elevou-o para 38 reais no mês passado. A oferta envolve 47,2 milhões de reais.

Apesar das ações da Amazônia terem poucos negócios e, por isso, baixa liquidez, a Oi pretende, com a oferta pública, simplificar a estrutura societária da companhia e pensa, inclusive, em substituir os papéis por ações de sua própria emissão, como ela mesma já declarou.

Às 13h21 (horário de Brasília), as ações da Oi operavam em queda de 3,22 por cento, enquanto o Ibovespa .BVSP exibia valorização de 2,4 por cento.

(Por Taís Fuoco, Edição de Alberto Alerigi Jr.)