Mercado dos EUA desaba por temores com Lehman

terça-feira, 9 de setembro de 2008 18:11 BRT
 

Por Steven C. Johnson

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores norte-americanas fecharam em forte queda nesta terça-feira, com o termômetro S&P 500 sofrendo a maior baixa diária em um ano e meio, à medida que as preocupações sobre a capacidade de o Lehman Brothers levantar capital reascenderam os temores com o setor financeiro como um todo.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 2,43 por cento, para 11.230 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 2,64 por cento para 2.209 pontos. O índice Standard & Poor's 500 afundou 3,41 por cento, para 1.224 pontos.

As ações de energia mergulharam com o recuo de mais de 3 dólares dos preços do petróleo para o menor nível em cinco meses, atingidos pelas notícias de que o furacão Ike se desviará das instalações petrolíferas do golfo do México.

As ações do Lehman, o 4o banco de investimento norte-americano, derreteram 45 por cento e renovaram os temores sobre a capacidade das instituições financeiras de conter as perdas ligadas ao setor hipotecário. O índice financeiro do S&P caiu 6,6 por cento.

A queda percentual do Lehman foi a maior desde que o banco abriu seu capital em 1994, e temores sobre sua sobrevivência acabaram com o otimismo de segunda-feira com o plano de socorro do governo para as firmas de financiamento imobiliário Fannie Mae e Freddie Mac em uma tentativa de impulsionar o turbulento setor.

"Eu acredito que o problema número 1 de hoje é o Lehman. Todo mundo está começando a se perguntar se o Lehman será capaz de levantar capital e sobreviver", disse Hugh Johnson, vice-presidente de investimento da Johnson Illington Advisors.

"Após a alta de ontem, alguém poderia esperar um pouco de realização de lucro hoje, mas estas foram aceleradas pelo que aconteceu com o Lehman."