ATUALIZA2-BRASKEM festeja captação, mas vê redução na liquidez

quinta-feira, 9 de outubro de 2008 18:50 BRT
 

(Texto reescrito com entrevista do vice-presidente de relações com investidores)

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - Apesar das turbulências nos mercados financeiros de todo o mundo, a Braskem (BRKM5.SA: Cotações) anunciou nesta quinta-feira ter concluído uma captação de 725 milhões de dólares em operação de pré-pagamento de exportações, quando a estimativa inicial era captar 500 milhões de dólares.

Na avaliação do vice-presidente de relações com investidores da companhia, Carlos Fadigas, "o timing foi importante", já que a operação começou a ser estruturada em junho, antes da temporada mais tumultuada nos mercados.

Ele também citou fatores que colocam a empresa em uma posição confortável para captação mesmo neste momento. "A Braskem obtém 75 a 80 por cento da receita no mercado interno, tem mais de 50 por cento de market share e uma base industrial importante, com 19 fábricas, além de atuar no segmento plástico, que cresce mais que o PIB", disse à Reuters.

Apesar disso, a Braskem reconhece que o mercado já vive "uma redução de liquidez e uma dificuldade em precificar essas operações". A companhia acredita que esse cenário deve afetar, principalmente, as empresas médias e pequenas.

A Braskem não vê necessidade de buscar novos recursos este ano, já que fechou o segundo trimestre com 1,8 bilhão de reais em caixa e alongou o prazo médio de sua dívida para 11 anos (eram 10,5 anos em junho) com essa nova captaçao.

Os recursos foram usados para quitar o pagamento do empréstimo-ponte de 1,2 bilhão de dólares feito em 2007 para adquirir os ativos do grupo Ipiranga na área petroquímica. Em maio deste ano, a Braskem já havia emitido 500 milhões de dólares em eurobonds. A quitação foi feita nesta quinta-feira, segundo Fadigas.   Continuação...