Obama alerta sobre benefícios indevidos a Fannie e Freddie

terça-feira, 9 de setembro de 2008 20:19 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, alertou os reguladores norte-americanos nesta terça-feira que será "uma violação bruta da confiança pública" se eles não usarem seus poderes para evitar o pagamento excessivo de bonificações para executivos que estão deixando a Fannie Mae ou o Freddie Mac.

Em carta para o secretário do Tesouro, Henry Paulson, o Senador de Illinois citou novos relatos de que os presidentes executivos da Fannie e Freddie pode levar milhões de dólares em bonificações por deixarem suas empresas. Ele afirmou que "sob nenhuma hipótese" tais pagamentos podem ocorrer.

Paulson divulgou no domingo um acordo para uma aquisição federal das duas gigantes do setor hipotecário.

"Eu peço ao senhor imediatamente para esclarecer que o acordo com a Fannie Mae e Freddie Mac evite qualquer série de pagamentos inadequados", afirma a carta obtida pela Reuters.

Obama afirmou que quando o Congresso deu o poder de intervenção aos reguladores, este também deu o poder para evitar qualquer pagamento de bonificações para executivos.

"Essa seria uma violação bruta da confiança pública se não usarmos tal autoridade agora", escreveu Obama em carta.

(Reportagem de Kevin Drawbaugh)