Bovespa fecha na 6a em alta e deixa semana no azul

sexta-feira, 9 de novembro de 2007 20:03 BRST
 

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo fechou a semana com ganho de apenas 0,4 por cento, sustentada em boa parte pela Petrobras, que registrou alta de 16 por cento nos últimos dois dias em função do anúncio da descoberta de uma reserva gigante de petróleo.

Nesta sexta-feira, o principal indicador da bolsa paulista encerrou com valorização de 1,19 por cento, a 64.320 pontos. O dia, entretanto, foi de muito sobe-e-desce. Na mínima o Ibovespa chegou a cair 2 por cento e na máxima subiu 2,7 por cento.

As preferenciais da Petrobras também registraram forte volatilidade, mas encerraram com ganho de 1,81 por cento, a 81,65 reais. Foram as mais negociadas do pregão, com giro de 2,7 bilhões de reais.

"A confirmação de volume significativo do bloco BM-S-11 é bastante positivo para a Petrobras, não somente porque pode incrementar de forma relevante as reservas brasileiras, mas principalmente pela qualidade do óleo, mais leve e consequentemente de maior valor comercial", afirmou a corretora Ativa em relatório.

A segunda colocada, Companhia Vale do Rio Doce movimentou 822 milhões de reais e subiu 0,97 por cento, para 53,30 reais.

O mercado acionário brasileiro fechou novamente na contramão de Wall Street, onde o Dow Jones caía cerca de 1 por cento no fim da tarde, com mais preocupações com o mercado de crédito e lucros das empresas. O Nasdaq recuava quase 2 por cento. No final do pregão em Nova York, os índices acentuaram suas quedas.

"Estamos com uma dinâmica bastante complexa e os mercados emergentes estão no meio disso em certa medida, mas estão reagindo bem às turbulências", disse o estrategista de mercados emergentes do Deutsche Bank em Londres, Marc Balston.

A maior alta do Ibovespa foi Lojas Renner, com valorização de 7,87 por cento, a 43,20 reais, com investidores animados com o resultado divulgado pela empresa.

PETROBRAS DECEPCIONA

Depois do fechamento do mercado, a Petrobras anunciou lucro de 5,5 bilhões de reais no terceiro trimestre, bem abaixo do esperado por analistas consultados pela Reuters, que previam em média ganho de 7,3 bilhões de reais. No mesmo período do ano passado, o lucro foi de 7,1 bilhões de reais.