IPCA alto leva Bovespa ao pior resultado em 2 semanas

quarta-feira, 9 de abril de 2008 18:03 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A alta inesperada da inflação doméstica, combinada com o impacto negativo do aumento das cotações do petróleo sobre Wall Street fizeram a Bolsa de Valores de São Paulo fechar com maior baixa em três semanas.

O Ibovespa teve queda de 1,65 por cento, para 63.476 pontos. O giro financeiro foi de 4,86 bilhões de reais.

Segundo profissionais do mercado, a alta de 0,48 por cento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) --que serve de referência para a meta de inflação-- em março, acima das previsões de analistas, azedou o humor dos investidores.

"A questão agora já não é se o Banco Central vai subir os juros, mas quanto", disse Newton Rosa, economista-chefe da SulAmerica Investimentos.

O pessimismo ganhou força com o movimento das bolsas norte-americanas, que operaram no vermelho, reagindo a novo repique nos preços do petróleo e a previsões desanimadoras de resultados corporativos.

O barril da commodity subiu 2,37 dólares, realimentando previsões de pressão inflacionária sobre a combalida economia dos Estados Unidos. A combinação de combustível caro e desaceleração econômica foi apontada pela empresa de entregas UPS como motivo para prever resultados trimestrais ruins.

Na Bolsa de Nova York, o índice Dow Jones perdeu 0,39 por cento.

"Foi um prato cheio para quem queria realizar lucros", disse Rosa, lembrando que na semana anterior, o Ibovespa acumulou ganho de 6,6 por cento.

Entre os ações mais atingidas por esse movimento, as preferenciais da siderúrgica Gerdau caiu 4,1 por cento, a 60,45 reais. Os papéis preferenciais da Votorantim Celulose e Papel perderam 3,6 por cento, a 53,35 reais.

Dentre as mais negociadas, os papéis preferenciais da Petrobras subiram 0,1 por cento, a 80,04 reais, enquanto os preferenciais da Vale perderam 1,5 por cento, a 51,21 reais.