Alta dos grãos eleva custo do frango, mas ajuda exportação--Abef

terça-feira, 9 de outubro de 2007 16:36 BRT
 

Por Roberto Samora

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - O aumento dos custos de produção de frango, consequência da alta internacional dos preços dos grãos, também é um problema para as empresas de aves do Brasil, mas tem ajudado a estimular exportações do país, disse o presidente executivo da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef).

"O aumento dos custos dos grãos também influencia nas importações de frangos (da Europa), porque fica mais difícil (custoso) produzir lá", declarou nesta terça-feira Christian Lohbauer, em entrevista coletiva para divulgar resultados que apontaram maiores vendas do setor [ID:nN09423480].

Além disso, como o Brasil é grande produtor de soja e de milho, disse ele, "está em situação mais confortável do que outros países do mundo", porque os preços dos insumos no país subiram menos que no exterior.

A Abef informou que os custos de produção de frango no Brasil aumentaram, em 12 meses terminados em setembro, de 25 a 40 por cento, dependendo da região, enquanto os preços do milho, principal grão utilizado para a fabricação da ração, subiram cerca de 40 por cento no país, no mesmo período.

No entanto, os preços do milho subiram bem mais no mercado internacional, mais de 80 por cento (base bolsa de Chicago).

A ração representa cerca de 70 por cento do custo de produção do frango. E o milho responde por 60 por cento do custo da ração, enquanto a soja, por outros 25 por cento --a oleaginosa, segundo a Abef, também subiu em período semelhante cerca de 80 por cento em Chicago.

Em meio à alta de custos no Brasil e no exterior, os exportadores brasileiros, que dominam o mercado internacional de cortes de frangos, venderam 40 por cento a mais para a Europa nos nove primeiros meses do ano em comparação a igual período de 2006, em uma proporção maior que as vendas totais do país, que cresceram 22 por cento.

A Europa, além da alta de custos, também tem importado mais em função de uma grande redução do alojamento de frangos, com a eliminação de aves para combater a propagação do vírus da gripe aviária.   Continuação...