Temores sobre crédito e economia derrubam mercados na Ásia

quarta-feira, 9 de abril de 2008 08:18 BRT
 

Por Rafael Nam

HONG KONG (Reuters) - Os mercados asiáticos fecharam em queda nesta quarta-feira, com os papéis de instituições financeiras atingidos pela retomada de temores de perdas relacionadas a crédito depois que o banco Washington Mutual informou que espera grande prejuízo trimestral.

O alerta foi visto por analistas como um lembrete de que a crise financeira continua a atormentar os mercados. Além disso, ele pode dar fim ao recente rali nas ações asiáticas ao elevar as tensões de investidores antes da divulgação de resultados do Merrill Lynch e Citigroup, na semana que vem.

Às 8h04 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região da Ásia-Pacífico exceto Japão tinha queda de 0,75 por cento, aos 469,79 pontos.

O índice Nikkei da bolsa de TÓQUIO caiu 1,05 por cento, para 13.111 pontos, com baixa em empresas exportadoras e instituições financeiras.

Uma economia norte-americana mais fraca também está atormentando o ânimo dos investidores, com o dólar sendo pressionado depois que a ata da última reunião do Federal Reserve mostrou que a instituição teme uma desaceleração econômica juntamente com inflação crescente.

"Aqueles que dizem que todos os bancos já passaram pelo pior não olham para os ciclos de dívidas duvidosas, que duram um longo período de tempo", afirmou Neale Goldston-Morris, chefe de estratégia de ações na Macquarie Equities, em Sydney.

"Os bancos terão contínuas reduções nos balanços por cerca de 12 meses ou mais."

Os mercados asiáticos tiveram um início de mês promissor, com o MSCI atingindo sua maior alta em um mês na segunda-feira, mas poucos investidores enxergam um fim das incertezas globais e da crise financeira que desencadearam fortes perdas no primeiro trimestre.   Continuação...