23 de Outubro de 2007 / às 02:39 / 10 anos atrás

PANORAMA2-Ata do Fed favorece novo recorde de Bovespa e Wall St

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - A ata do Federal Reserve aumentou a confiança em mais um corte do juro nos Estados Unidos e, sem trazer surpresas negativas, contribuiu para uma terça-feira de recorde na Bovespa e em Wall Street.

O principal índice da bolsa paulista galgou mais um patamar e fechou acima de 63 mil pontos. Os índices S&P 500 e Dow Jones renovaram as máximas históricas.

“Acho que a razão para a alta das ações é que a ata (do Fed) retirou um pouco da linguagem relacionada ao risco de inflação”, disse Mark Coffelt, vice-presidente de investimento da Empiric Funds, no Texas.

Na ata, o banco central norte-americano destacou que todos os membros responsáveis pela política monetária concordaram com um corte mais agressivo para proteger a economia dos problemas de crédito e de uma intensificação da crise imobiliária.

Além dos desdobramentos externos, o mercado acionário brasileiro repercutiu o leilão de concessões de rodovias federais. A OHL Brasil OHLB3.SA, subsidiária do grupo espanhol OHL, arrematou os cinco trechos que disputou, mas suas ações caíram.

No mercado de câmbio, o Banco Central voltou às compras mas não evitou que o dólar beirasse o patamar de 1,800 real. Para agentes do mercado, o BC deve continuar com os leilões de compra nos próximos dias em meio ao fluxo cambial positivo.

No mercado de juros futuros, a maioria das projeções fechou em queda.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,803 real, em baixa de 0,88 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 1,889 bilhão de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa subiu 1,42 por cento, a 63.548 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 6,7 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 2,5 por cento, aos 35.958 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) caíram na BM&F. O DI janeiro de 2008 caiu a 11,03 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 fechou a 11,18 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 134,25 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,55 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 6 pontos, a 158 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 186 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI avançou 0,86 por cento, a 14.164 pontos. O Nasdaq .IXIC subiu 0,59 por cento, para 2.803 pontos. O índice S&P 500 .SPX exibiu alta de 0,81 por cento, aos 1.565 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuou levemente e o rendimento subiu para 4,65 por cento no final da tarde ante 4,64 por cento na segunda-feira.

Reportagem adicional de Juliana Siqueira, Angela Bittencourt, Cesar Bianconi e Sérgio Spagnuolo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below