Bovespa sobe 1,4% e fecha acima de 63 mil pontos pela 1a vez

terça-feira, 9 de outubro de 2007 17:58 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo teve novo fechamento recorde nesta terça-feira, acima de 63 mil pontos.

A divulgação da ata do Federal Reserve, que destacou a unanimidade na decisão de cortar o juro norte-americano em 0,50 ponto percentual em setembro, não trouxe surpresas negativas e permitiu que as principais bolsas de valores encerrassem em alta.

No documento, o Fed avaliou que as expectativas de inflação estão contidas, deixando aberta a possibilidade de uma nova redução do juro --o que incentiva aplicações em renda variável.

O Ibovespa avançou 1,42 por cento, para 63.548 pontos. Na máxima do dia, o indicador alcançou a máxima histórica de 63.658 pontos.

O volume na bolsa paulista foi de 6,73 bilhões de reais.

Nos Estados Unidos, os índices Dow Jones e Standard & Poor's 500 também atingiram recorde durante os negócios.

"A conclusão a que o mercado chegou é que o Fed não tem um viés em direção a um aumento do juro, mas provavelmente a uma redução do juro", afirmou Mark Coffelt, vice-presidente financeiro da Empiric Funds, no Texas.

Para o diretor da Novação Distribuidora, Carlos Alberto Ribeiro, a ata do Fed não surpreendeu e ajudou a sustentar o mercado.

"Saiu tudo de acordo com o esperado. O mercado gostou de não ter visto nenhuma surpresa. A ata mostrou que a decisão (de reduzir em 0,50 por cento o juro) foi a mais prudente naquele momento", disse ele.   Continuação...