Brasil doa alimentos ao Haiti e pede mobilização por ajuda

quarta-feira, 9 de abril de 2008 10:15 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - Preocupado com uma onda de violência no Haiti, provocada pelo aumento do preço dos alimentos, o Brasil anunciou o envio de feijão, açúcar e óleo de cozinha ao país caribenho e disse que buscará uma mobilização da FAO para garantir a assistência alimentícia.

No total, serão 14 toneladas de alimentos, disse o Ministério das Relações Exteriores na noite de terça-feira, indicando que a doação é uma resposta ao pedido do governo haitiano por assistência humanitária emergencial.

"A doação brasileira será transportada em avião Hércules da FAB na próxima sexta-feira, dia 11 de abril", informou o Ministério em nota.

O Brasil, encarregado do comando militar da missão da Organização das Nações Unidas no Haiti, tem dedicado importantes recursos humanos e materiais para contribuir para a estabilização do país mais pobre do continente americano.

O governo brasileiro também disse que a missão do Brasil junto à FAO, em Roma, organizará uma reunião na quarta-feira com o objetivo de fazer com que o Programa Mundial de Alimentos contribua com urgência para o envio de gêneros alimentícios de primeira necessidade para o Haiti.

Cinco pessoas morreram no Haiti, em uma semana de manifestações em diferentes cidades do país. Os protestos continuaram na terça-feira e paralisaram virtualmente a capital Porto Príncipe.

(Texto de Guido Nejamkis)

 
<p>Haitianos protestam nas ruas de Porto-Pr&iacute;ncipe em 8 de abril de 2008. Photo by Eduardo Munoz</p>