Emprego na indústria brasileira recua 0,2% em abril ante março

segunda-feira, 9 de junho de 2008 09:36 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O emprego na indústria brasileira caiu 0,2 por cento em abril sobre março, mas na comparação com igual mês do ano anterior registrou a 22a taxa positiva seguida, de 2,6 por cento.

No primeiro quadrimestre, o emprego registrou expansão de 3 por cento, acrescentou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta segunda-feira.

Em abril sobre igual mês de 2007, onze regiões do país tiveram aumento do emprego industrial, sendo São Paulo a maior contribuição, com alta de 4,5 por cento.

Entre os setores, 13 dos 18 pesquisas registraram aumento nas contratações, com destaque para Máquinas e equipamentos (12,2 por cento na comparação anual), Meios de transporte (11,3 por cento) e Alimentos e bebidas (3,6 por cento).

Os principais impactos negativos vieram de Calçados e artigos de couro (-12,3 por cento) e Vestuário (-5,8 por cento).

O IBGE acrescentou que em abril o número de horas pagas na indústria subiu 0,4 por cento sobre março e 2,6 por cento sobre o mesmo mês do ano passado.

O valor real da folha de pagamento dos trabalhadores da indústria caiu 1,3 por cento mês a mês, mas subiu 6 por cento sobre abril de 2007.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)