Trichet alerta contra apostas de corte de juro do BCE

sábado, 9 de fevereiro de 2008 14:46 BRST
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - Investidores ansiosos por cortes na taxa básica de juro do Banco Central Europeu devem prestar atenção nesta mensagem: o alívio monetário não está na agenda, afirmou o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, neste sábado.

O chefe da instituição e seus colegas disseram a ministros da Economia dos sete países mais industrializados do mundo (G7), em Tóquio, que as pressões inflacionárias persistem na zona do euro, mesmo com a crise do crédito enfraquecendo a perspectiva de crescimento da região de 15 países.

Frente a este cenário, o conselho do BCE manteve a taxa de juro no mesmo patamar em reunião realizada na última quinta-feira.

"Não tivemos um chamado por um aumento na taxa, mas não tivemos um chamado por um corte na taxa. Então eu penso que é importante que as duas mensagens sejam totalmente compreendidas por observadores", disse Trichet quando questionado sobre a decisão dos formuladores de política do banco central e como os mercados reagiram a isso.

Os mercados financeiros fixaram suas expectativas para uma redução na taxa básica em junho e antecipam outro corte para setembro, focando-se em um comunicado do BCE que retirou comentário sobre ações preventivas contra a inflação e alertou sobre os riscos ao crescimento.

Mas o presidente do banco central alemão (Bundesbank), Axel Weber, disse após o encontro do G7 em Tóquio que seus companheiros do conselho do BCE não estão prestes a seguir o exemplo de outros países.

"O BCE agirá como apropriado", disse ele. "Não vemos pressão para seguir medidas dos outros".

(Reportagem adicional de Brian Love, Gernot Heller e Stella Dawson)