SAIBA MAIS-Opinião de Wall St e políticos nos EUA sobre recessão

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008 15:37 BRST
 

NOVA YORK, 10 de janeiro (Reuters) - O crescimento do emprego parou e a atividade manufatureira se contraiu em dezembro, aumentando o temor de uma recessão em muitas das empresas de Wall Street, as mesmas que até recentemente previam um panorama benigno para a economia.

A combinação entre a piora da crise imobiliária e o aperto das condições de crédito afetou os consumidores e as empresas, e há um sentimento crescente de que uma desaceleração econômica mais forte é inevitável.

Veja a seguir comentários de grandes bancos, economistas e figuras políticas sobre a perspectiva de recessão.

WALL STREET

GOLDMAN SACHS

"Os dados econômicos mais recentes sugerem que as ondas de choque da crise imobiliária e do aperto no crédito estão empurrando a economia norte-americana para uma recessão. Dessa forma, nós rebaixamos nossa previsão, que já era abaixo da média, para refletir uma contração na atividade em 2008."

  Continuação...