10 de Março de 2008 / às 20:50 / 9 anos atrás

PANORAMA2-Fraqueza dos EUA alimenta rumores no mercado externo

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 10 de março (Reuters) - A crise internacional ganhou contornos mais sérios nesta segunda-feira e repercutiu no Brasil, com alta do dólar e queda de 3 por cento do principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

O nervosismo tomou conta dos negócios em todo o mundo, com a especulação de que o Bear Stearns BSC.N pudesse estar com problemas de liquidez --em meio aos prejuízos das instituições financeiras com o setor de hipotecas de alto risco (subprime) e à dificuldade dos bancos para tomar dinheiro emprestado.

Um executivo do Bear Stearns classificou o comentário como "totalmente ridículo". Ele não evitou, porém, que as ações do banco despencassem 11 por cento em Nova York.

As ações do Citigroup (C.N) caíram 6 por cento e as do Bank of America (BAC.N) cederam 4 por cento.

O desempenho ruim dos bancos foi a principal âncora de Wall Street. Os investidores correram para os Treasuries, considerados mais seguros e o rendimento do título de 10 anos, considerado referência, caiu fortemente.

O rumor sobre o Bear Stearns não foi o único a correr em um mercado assustado. Antes da abertura, os investidores comentavam sobre um possível corte emergencial do juro pelo Federal Reserve, a exemplo do que ocorreu em janeiro.

Veja como encerraram os principais mercados nesta segunda-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,707 real, em alta de 1,37 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 3,86 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa caiu 3,02 por cento, a 59.999 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,06 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros recuou 3,5 por cento, aos 35.328 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 fechou a 11,98 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 subiu a 12,91 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 132,625 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,57 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil subia 7 pontos, a 280 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 303 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI perdeu 1,3 por cento, a 11.740 pontos. O Nasdaq .IXIC caiu 1,95 por cento, para 2.169 pontos. O índice S&P 500 .SPX recuou 1,55 por cento, aos 1.273 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, avançava e o rendimento caía para 3,46 por cento no final da tarde ante 3,54 por cento na sexta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Aluísio Alves; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below