Moeda chinesa é um problema real, diz chefe do Eurogroup

quarta-feira, 10 de outubro de 2007 08:48 BRT
 

Por Michele Sinner

LUXEMBURGO (Reuters) - A taxa de câmbio chinesa é um problema real e a maior preocupação em termos cambiais para a zona do euro e para os Estados Unidos, afirmou nesta quarta-feira o chefe do grupo de ministros de finanças da zona do euro.

"Nós temos um problema real com o iuan", afirmou o primeiro-ministro de Luxemburgo, Jean-Claude Junker, que chefia as reuniões mensais dos ministros de finanças da zona do Euro e do Banco Central da região (BCE), o chamado Eurogroup.

Os comentários de Juncker foram feitos depois que o grupo, na segunda-feira, pediu, em comunicado, que a China deixe sua moeda apreciar.

O comunicado, que também destacou a fraqueza do dólar e do iene japonês, é a posição que os países da zona do euro vão levar à reunião dos ministros de finanças do Grupo dos Sete países mais industrializados (G7), que acontece dia 19 de outubro em Washington, sobre a questão cambial.