BOLSA EUROPA-Mercados operam em leve alta, mas bancos pressionam

quarta-feira, 10 de outubro de 2007 08:36 BRT
 

Por Anshuman Daga

LONDRES, 10 de outubro (Reuters) - As bolsas de valores da Europa operavam em leve alta nesta quarta-feira, depois atingirem maior nível em dois meses e meio mais cedo. Os negócios eram pressionados por ações de bancos e petrolíferas em queda.

A Royal Dutch Shell (RDSa.L: Cotações) recuava 1,41 por cento e a Total (TOTF.PA: Cotações) perdia 1,23 por cento depois que o preço do petróleo recuou para o patamar de 80 dólares o barril. Enquanto isso, as ações do HSBC (HSBA.L: Cotações) recuavam 0,26 por cento e os papéis do Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) caíam 1,43 por cento.

Às 8h23 (horário de Brasília), o índice europeu de ações FTSEurofirst 300 .FTEU3 avançava 0,1 por cento, a 1.589 pontos, depois de ter atingido mais cedo os 1.592 pontos, maior patamar em dois meses e meio.

O indicador acumula alta de 11 por cento desde o tombo sofrido em agosto e no ano está valorizado em 7 por cento.

"O principal ponto em que nós estamos nos concentrando é no fato de que as ações são de longe a categoria de ativo mais barata", disse Peter Lucas, estrategista de investimento global na empresa de investimentos Ashburton.

"Então, a menos que você acredite que recessão profunda está à espreita, elas têm que ser o ativo preferencial", acrescentou.

As bolsas de valores dos Estados Unidos e da Ásia atingiram recordes após a divulgação na véspera da ata da última reunião do Federal Reserve, que mostrou que os membros do comitê de política monetária foram unânimes na decisão de corte de 0,5 ponto percentual no juro do país.

O índice Dow Jones .DJI subiu quase 0,9 por cento, encerrando a sessão da véspera em 14.164 pontos, nível recorde. O índice Standard & Poor's 500 .SPX ganhou 0,8 por cento, também cravando recorde.   Continuação...