PANORAMA2-Bernanke tenta, mas é Countrywide que sustenta mercado

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008 18:28 BRST
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 10 de janeiro (Reuters) - O chairman do Federal Reserve deixou a porta aberta para um corte mais profundo do juro norte-americano, mas a sinalização não foi suficiente para empolgar os mercados globais nesta quinta-feira.

Os principais índices das bolsas em Nova York subiram com o discurso de Bernanke, mas logo perderam força e só se sustentaram em alta após a notícia de que o Bank of America (BAC.N: Cotações), segundo maior banco dos Estados Unidos, está em negociações avançadas para comprar a Countrywide CFC.N, maior concessora de hipotecas do país.

"Um acordo do Bank of America com a Countrywide dá confiança às pessoas de que talvez as empresas do setor financeiro não estão tão ruins como pensavam", afirmou Edward Bretschger, diretor da Calyon Securities, em Nova York.

Mais cedo, o chairman do Fed tentou acalmar os mercados com a indicação de um corte mais agressivo do juro. "À luz das recentes mudanças no panorama e nos riscos ao crescimento, um alívio adicional (da política monetária) pode ser necessário", disse.

"Continuamos prontos para tomar medidas adicionais substantivas da maneira como for necessário para dar suporte ao crescimento e fornecer segurança adequada contra riscos negativos."

Logo após os comentários, os juros futuros norte-americanos ampliaram para mais de 90 por cento a aposta em um corte de 0,50 ponto percentual da taxa básica.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quinta-feira:   Continuação...