Consumidor paga mais por alimento e IGP-M sobe 0,84%

quarta-feira, 10 de outubro de 2007 10:00 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os alimentos voltaram a pesar no bolso dos consumidores, o que fez com que o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) registrasse alta de 0,84 por cento na primeira leitura de outubro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

No mesmo período de setembro, o IGP-M subiu 0,80 por cento, fechando o mês em alta de 1,29 por cento.

O Índice de Preços por Atacado (IPA) teve alta de 1,14 por cento na primeira leitura deste mês, ante ganho de 1,19 por cento no mesmo período de setembro.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,23 por cento, uma forte aceleração frente a alta de 0,05 por cento da primeira prévia de setembro.

"A maior contribuição para a aceleração partiu do grupo Alimentação. Nesta classe de despesa, os principais destaques foram frutas, hortaliças e legumes e aves e ovos", informou a FGV em comunicado.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou ganho de 0,41 por cento, depois da alta de 0,13 por cento na abertura do mês anterior.

No ano, o IGP-M acumula alta de 4,94 por cento. Nos últimos 12 meses, o índice subiu 6,07 por cento.

(Por Renato Andrade)