23 de Outubro de 2007 / às 02:51 / 10 anos atrás

ATUALIZA3-Acidente em SC mata 27, motorista sobrevivente é preso

(Texto atualizado com mais informações e detalhes)

Por Fernanda Ezabella

SÃO PAULO (Reuters) - O pior acidente rodoviário de Santa Catarina desde 2000, cujo resgate chegou a contar até com a ajuda do Exército, deixou ao menos 27 mortos e cerca de 100 feridos, após duas colisões acontecerem no mesmo trecho da BR-282, na noite de terça-feira, perto da cidade Descanso, com uma hora e meia de diferença.

O resgate, dificultado pela queda de um ônibus e um caminhão em uma ribanceira de 30 metros, terminou na tarde desta quarta-feira.

O único motorista sobrevivente, responsável pelo segundo e pior acidente, foi preso em flagrante por homicídio culposo e está internado com lesões graves.

Ele atingiu com sua carreta as pessoas que tentavam fazer o resgate das vítimas do primeiro acidente, além de atropelar motoristas e passageiros de veículos que estavam no local.

Antes, por volta das 19h30 de terça, um caminhão que fazia uma ultrapassagem em uma curva colidiu de frente com um ônibus, que transportava 40 trabalhadores de uma cooperativa rural. Os veículos caíram na ribanceira e iniciou-se um incêndio. Sete pessoas morreram na hora, incluindo os dois motoristas.

A rodovia foi então fechada nos dois sentidos e uma fila de carros de 2 quilômetros se formou no local à espera do trabalho de resgate, feito pela Polícia Rodoviária Federal, Bombeiros, Polícia Militar e guinchos.

Foi nesse momento, quando o resgate era feito por volta das 21h, que aconteceu o segundo desastre. Um caminhão carregado com açúcar entrou pela contramão, passando paralelo à fila de carros parados, mas não brecou ao chegar na altura do acidente.

O motorista de 28 anos foi preso em flagrante por homicídio doloso e está internado em um hospital da região, onde ficará até sua remoção à Cadeia de Descanso, informou a Polícia Civil de Santa Catarina em seu site.

Segundo o major Altair Salésio Rodrigues, comandante do 6o Batalhão Militar de Bombeiros, a grande dificuldade do resgate foi retirar as pessoas que foram jogadas ribanceira abaixo e também entre os carros, após a segunda colisão, que envolveu cerca de 10 veículos, entre viaturas, ambulâncias e até guinchos.

“A população estava tão indignada que a PM foi prestar segurança no hospital (onde estava o motorista sobrevivente) para evitar linchamento”, disse o major.

O governador Luiz Henrique da Silveira visitou o local, no quilômetro 630 da BR-282, as vítimas nos hospitais e também os velórios. Ele também decretou luto oficial de três dias no Estado em respeito às vítimas.

Quatro bombeiros, um policial militar e dois jornalistas, incluindo um cinegrafista da RBS TV, afiliada da Rede Globo, estão entre os mortos. Os feridos foram levados para hospitais da região, onde mais dois morreram.

A cidade de Descanso fica a 680 quilômetros de Florianópolis. A rodovia BR-282 tem 600 km e atravessa Santa Catarina, com alguns trechos urbanos mais perigosos e outros sem acostamento, de acordo com a 8a Superintendência da Polícia Rodoviária Federal.

Segundo o assessor Avelino Machado, no entanto, o trecho onde aconteceu o acidente, no extremo oeste do Estado, possui acostamento e pouco tráfego, apesar da região ser bastante sinuosa.

O pior acidente nas rodovias catarinenses, segundo a Polícia Rodoviária, ocorreu em 2000, na BR-470, em Pouso Redondo, quando dois ônibus, um deles com turistas argentinos, se chocaram frontalmente, deixando 39 mortos e 82 feridos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below