Royal Bank of Scotland descarta preocupações com preço do ABN

quarta-feira, 10 de outubro de 2007 16:37 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O Royal Bank of Scotland, que lidera o trio de bancos que adquiriu o ABN Amro por 70 bilhões de euros, reagiu às acusações de que pagaram demais e descartou as preocupações de que a turbulência do mercado financeiro teria corroído o valor do ABN.

"Sim, as pessoas que vencem pagam mais do que as pessoas que não vencem, e certamente é caso aqui. Mas a diferença entre nossa oferta e (a proposta rival) do Barclays é exatamente a mesma do dia em que lançamos a oferta", disse o presidente-executivo da RBS, Fred Goodwin, em teleconferência.

"É um caso financeiro extremamente atrativo para nossos acionistas. A melhor maneira de responder a isto (acusações de que pagamos demais) é com os números, e estamos ansiosos para mostrá-los".

Goodwin também descartou as preocupações de que seu banco estaria assumindo partes do negócio do ABN mais expostas aos mercados financeiros em tempos de turbulências, e disse que está confortável com as esperadas sinergias.

Ele ainda acrescentou que o banco não tem pressa em vender ativos do ABN para atingir as metas.

"Nós precisamos entrar e ver cada negócio cuidadosamente", disse ele, por telefone. "Não existe pressa --nós não estamos sob pressão para vender nada".

O britânico Royal Bank of Scotland, o Fortis e o Santander selaram vitória na batalha pelo ABN Amro nesta quarta-feira, declarando incondicional a oferta pelo maior banco holandês dias após a rival Barclays ter desistido.

(Por Clara Ferreira-Marques)