ATUALIZA-Bolívia diz que reduziu em 10% envio de gás ao Brasil

quarta-feira, 10 de setembro de 2008 16:03 BRT
 

(Texto atualizado com mais detalhes)

LA PAZ, 10 de setembro (Reuters) - O governo boliviano informou nesta quarta-feira que reduziu em 10 por cento as exportações de gás natural para o Brasil devido a um "atentado terrorista" contra um gasoduto atribuído a manifestantes de oposição da região sudeste do Chaco.

A Bolívia informou que manifestantes danificaram uma válvula do gasoduto, que fica a cerca de 50 quilômetros da cidade de Yacuiba, na fronteira com a Argentina. Os participantes do protesto estavam tentando fechar o duto.

A reparação do problema no equipamento, que movimenta gás de vários campos na região, demorará aproximadamente 20 dias, e o prejuízo total para a Bolívia vai superar 100 milhões de dólares, disse o presidente da petrolífera estatal YPFB, Santos Ramírez.

"A exportação ao Brasil até este momento tem uma redução de mais de 3 milhões de metros cúbicos (em cálculo diário)", declarou Ramírez em entrevista coletiva.

No Brasil, o Ministério das Minas e Energia informou que até a tarde desta quarta-feira ainda não havia notado redução no fluxo de gás para o país.

Segundo a assessoria do ministério, técnicos que estão acompanhando a questão não confirmaram, por ora, alteração no volume de cerca de 31 milhões de metros cúbicos que o Brasil recebe diariamente.

A Comgás CGAS5.SA, maior distribuidora de gás natural do Brasil, também informou que o fornecimento da Bolívia está normal até o momento.   Continuação...