Vale prepara oferta de ações de até US$15 bilhões

terça-feira, 10 de junho de 2008 16:02 BRT
 

Por Marcelo Teixeira

SÃO PAULO (Reuters) - A diretoria da Vale vai propor ao Conselho de Administração da empresa a realização de uma oferta pública primária de ações ordinárias e preferenciais com valor máximo de 15 bilhões de dólares, dinheiro que deverá ser utilizado para impulsionar o crescimento da empresa.

De acordo com comunicado enviado ao mercado, a Vale pretende aplicar os recursos em "fins corporativos gerais" que incluem o financiamento do seu amplo programa de crescimento orgânico, estimado em 59 bilhões de dólares, e também em "aquisições estratégicas e ampliação de flexibilidade financeira".

A companhia salientou no comunicado, no entanto, que não mantém no momento negociações para compra de empresas.

Desde que Roger Agnelli assumiu a presidência da Vale, em 2001, a mineradora fez 14 aquisições incluindo a canadense de níquel Inco, por cerca de 18 bilhões de dólares, em 2006.

Nos últimos dias, informações que circularam pelo mercado e pela mídia especializada indicaram que a companhia estaria novamente em meio a negociações para alguma grande aquisição na área de mineração, que poderia envolver operação de emissão de ações como forma de financiamento parcial.

Desde o final sem acordo das conversas para a compra da Xstrata, em março, analistas colocaram várias opções como eventuais novos alvos para a brasileira, que busca diversificar suas operações, muito concentradas em minério de ferro.

Alguns desses nomes voltaram ao noticiário nesta semana, como a Freeport-McMoRan Copper and Gold, importante produtora de cobre, a Alcoa, gigante do alumínio, e mesmo a Anglo American, uma das maiores mineradoras diversificadas no mundo.

A Vale, a Alcoa e a Freeport disseram que não vão comentar os rumores.   Continuação...