Seguradora Yamato Life cai sob peso de US$2,7 bi em dívidas

sexta-feira, 10 de outubro de 2008 08:06 BRT
 

Por Leika Kihara e Taiga Uranaka

TÓQUIO, 10 de outubro (Reuters) - A japonesa Yamato Life Insurance, uma seguradora de médio porte de capital fechado, entrou com pedido de falência nesta sexta-feira, tornando-se a primeira instituição financeira do Japão a quebrar por conta da turbulência do mercado gerada pela crise das hipotecas de alto risco.

Ministros japoneses e participantes do mercado disseram que a Yamato, que buscou investimentos de alto risco, não é uma empresa típica do setor de seguros do Japão e que o colapso da companhia não significa que outras instituições financeiras terão o mesmo destino.

"Ela não caiu porque o sistema financeiro do Japão não está funcionando corretamente ou porque a liquidez do Japão secou ou qualquer motivo como esses", disse Masanaga Kono, um estrategista da Société Générale Asset.

"Eu duvido que outras companhias tenham assumido tanto risco", acrescentou.

O ministro da Economia, Kaoru Yosano, informou que não existem outras seguradoras no país com problemas. "É a menor companhia do setor de seguros de nosso país", disse ele a jornalistas. "O incidente é o colapso de uma companhia que tinha um modelo de negócio único".

A queda da Yamato aconteceu em meio a uma forte desvalorização da bolsa de Tóquio .N225, que despencou 10 por cento, e também diante de um aumento nos temores dos investidores de que a intensificação da turbulência dos mercados leva o mundo a uma recessão.

A falência da companhia foi a quinta maior deste ano em termos de dívida e marca o mais recente caso de colapso de seguradora japonesa desde a Tokyo Life em 2001, informou a empresa de pesquisa Teikoku Databank.

A Yamato informou que vinha ativamente buscando retornos de investimentos para cobrir altos custos operacionais, alocando uma proporção relativamente alta de seus investimentos em ativos alternativos, incluindo fundos de hedge.   Continuação...