Barclays planeja cortar 3 mil empregos após acordo com Lehman

sexta-feira, 10 de outubro de 2008 14:53 BRT
 

NOVA YORK, 10 de outubro (Reuters) - O Barclays (BARC.L: Cotações) planeja cortar 3 mil empregos quando assumir as operações do Lehman Brothers LEHMQ.PK na América do Norte, disse uma fonte próxima do banco britânico, nesta sexta-feira.

A expectativa inicial é de que demissões possam ocorrer em ambos os bancos, segundo a fonte. O Barclays prevê terminar o processo de redução de funcionários até o final do ano, acrescentou a fonte.

O Barclays preferiu não comentar o assunto. A instituição britânica comprou as áreas norte-americanas de banco de investimento e de mercados de capitais do Lehman no mês passado, após o colapso do Lehman na maior falência bancária dos Estados Unidos.

Agora, o Barclays está incorporando as operações do Lehman.

O banco britânico assumiu quase 10 mil funcionários do Lehman na operação, que se somaram a seus 4 mil postos nas Américas.

"Qualquer redução virá dos dois lados, não apenas do Lehman", disse a fonte.

Os cortes ocorrerão em áreas onde ocorra sobreposições. Alguns negócios do Lehman, como assessoria de fusões e aquisições e análise de ações, não se acumulam com as que o Barclays já possui, informou a fonte.

(Por Paritosh Bansal)