10 de Julho de 2008 / às 20:28 / em 9 anos

PANORAMA2-Bolsas garantem alta após vaivém, dólar fica estável

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 10 de julho (Reuters) - As bolsas de valores garantiram fechamento em alta nesta quinta-feira, devolvendo parte das perdas recentes após uma sessão de intensa volatilidade no mercado internacional.

A fala do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, ajudou a restaurar o ânimo dos investidores. Ele defendeu em audiência no Congresso uma supervisão mais firme do governo sobre os grandes bancos de investimento para evitar que a recente crise de crédito se repita.

A compra da Romm and Haas pela Dow Chemical DOW.N também deu confiança aos agentes. Mais cedo, o mercado derrubou em quase 20 por cento as ações do banco de investimento Lehman Brothers LEH.N somente com a especulação de que a gestora de fundos Pimco estaria diminuindo os negócios com a instituição.

A melhora de Wall Street também animou a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que voltou a fechar acima dos 60 mil pontos. Entre o vaivém das bolsas, o dólar ficou estável.

Na agenda doméstica, o IPCA desacelerou em junho, tirando um pouco da pressão sobre o mercado de juros futuros. O índice subiu 0,74 por cento, ante expectativa de alta de 0,80 por cento de acordo com pesquisa da Reuters.

Em evento em São Paulo, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse que o mercado não deve esperar uma “atitude complacente” do BC com a inflação. Segundo ele, o BC trabalha para trazer a inflação de volta ao centro da meta em 2009.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quinta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou estável em relação aos poucos negócios da véspera, a 1,610 real. O volume no segmento interbancário foi de 2,99 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa subiu 1,2 por cento, a 60.252 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 6,35 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 2,7 por cento, aos 36.657 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em queda na BM&F. O DI janeiro de 2009 caiu a 13,39 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 recuou a 15,15 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava levemente no final da tarde, para 131,81 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 5,52 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 1 ponto, a 246 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 310 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI subiu 0,73 por cento, a 11.229 pontos. O Nasdaq .IXIC avançou 1,03 por cento, para 2.257 pontos. O índice S&P 500 .SPX teve valorização de 0,7 por cento, aos 1.253 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava discretamente e o rendimento subia para 3,81 por cento no final da tarde.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Aluísio Alves e Vanessa Stelzer; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below