Inflação britânica no atacado atinge maior patamar em 16 anos

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007 10:30 BRST
 

Por Fiona Shaik e Sumeet Desai

LONDRES, 10 de dezembro (Reuters) - Preços de alimentos e petróleo em alta fizeram com que a inflação no atacado na Grã-Bretanha atingisse em novembro o maior nível em 16 anos, um sinal de que as pressões inflacionárias continuam crescendo, mesmo considerando que a economia está desacelerando.

De acordo com a agência nacional de estatísticas, os preços no atacado subiram 0,5 por cento em novembro, levando a taxa anual para 4,5 por cento, o maior patamar desde agosto de 1991.

Os custos de matérias-primas também subiram, em 1,7 por cento, o que levou a taxa anual para 10,2 por cento, o maior avanço em 16 meses, informou a agência de estatísticas nesta segunda-feira. De novo, alimentos e petróleo foram os principais responsáveis pela alta.

O Banco da Inglaterra não tinha esses dados em mão quando decidiu cortar a taxa básica de juro na semana passada. Alguns diretores tendem a ficar preocupados com as pressões inflacionárias que seguem subindo em ritmo muito rápido.