ATUALIZA-BCE mantém juro em 4% e Trichet fala em ação preventiva

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008 12:43 BRST
 

(Texto atualizado com declarações de Trichet)

FRANKFURT, 10 de janeiro (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) manteve nesta quinta-feira em 4 por cento a taxa básica de juros da zona do euro, à medida que os formuladores de política monetária seguem preocupados com a alta da inflação apesar dos sinais de desaceleração econômica.

Em entrevista a jornalistas após o anúncio, o presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, disse que a instituição está preparada para agir preventivamente contra os efeitos secundários dos riscos sobre os preços e que a ancoragem das expectativas de inflação é sua prioridade.

As informações mais recentes mostram uma forte pressão de curto prazo na inflação da zona do euro, acrescentou Trichet.

"O conselho (do BCE) continua preparado para agir preventivamente para que os efeitos secundários e os riscos de alta dos preços no médio prazo não se materializem, e que consequentemente as expectativas de inflação no médio e longo prazos continuem firmemente ancoradas", afirmou.

"Essa ancoragem é a prioridade do conselho", declarou, ressaltando a obrigação do BCE de levar a inflação anualizada, que atingiu 3,1 por cento em dezembro, para menos de 2 por cento.

Todos os 71 analistas ouvidos em uma pesquisa da Reuters previam a manutenção. Quase metade deles (36) espera que a taxa fique estável ao longo do ano, enquanto oito prevêem alta.

Mas com dados recentes alimentando as preocupacões com o crescimento, 27 analistas disseram que o BCE deve optar por um corte no fim do ano.

(Por Karolina Slowikowska)