Lula deseja Brasil na Opep após descoberta de reserva gigante

sábado, 10 de novembro de 2007 14:28 BRST
 

SANTIAGO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou no sábado o desejo de que o Brasil ingresse na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), após a descoberta de reservas gigantescas na Bacia de Santos.

A Petrobras anunciou na quinta-feira o descobrimento de um campo marítimo com reservas entre 5 milhões e 8 milhões de barris de óleo leve, que se confirmadas colocarão o Brasil entre os países com as maiores reservas de petróleo e gás do mundo.

O início da exploração das recentes reservas descobertas fortaleceria substancialmente a posição exportadora do Brasil a nível mundial, o que permite ao país pensar no ingresso na Opep, admitiu Lula.

"É uma intenção, obviamente (...) de participar de um foro em que se decidem políticas para o mundo todo", disse Lula a jornalistas ao sair de um hotel em Santiago.

A descoberta das reservas de petróleo "é um motivo de orgulho, motivo de alegria", disse Lula, que participa da 17a Cúpula Ibero-Americana, na capital chilena.

As reservas comprovadas totais do Brasil, que no ano passado alcançou a autosuficiência, chegam a aproximadamente 12 bilhões de barris.

Segundo as autoridades brasileiras, a recente descoberta deixaria o país num patamar de produção onde estão Arábia Saudita e Venezuela.

A Petrobras produz 1,8 milhões de barris por dia, o que cobre as necessidades do Brasil, mas ainda precisa importar petróleo leve para misturar com o óleo pesado no refino.