BOVESPA-De olho nos EUA, caçadores de pechinchas sustentam alta

quarta-feira, 10 de setembro de 2008 11:51 BRT
 

SÃO PAULO, 10 de setembro (Reuters) - Investidores voltavam à ponta compradora na Bolsa de Valores nesta quarta-feira, depois de verem baixar o temor de insolvência de bancos nos Estados Unidos. A reação dos preços de commodities também ajudava o mercado doméstico.

Às 11h45, o Ibovespa .BVSP subia 1,4 por cento, aos 49.120 pontos. O giro financeiro na bolsa era de 1,79 bilhão de reais, bem superior à média diária para o horário.

Para profissionais do mercado, o noticiário externo estancou a corrida por liquidez, acentuada na véspera por temores de insolvência do banco norte-americano de investimento Lehman Brothers LEH.N. As ações do banco tinham queda de 2 por cento nesta manhã, depois de terem perdido mais de 40 por cento na terça-feira.

"O banco divulgou resultados trimestrais ruins, mas o temor de quebra parece ter diminuído", disse Júnior Hydalgo, operador da corretora Cruzeiro do Sul.

Na Bolsa de Valores de Nova York, o índice Dow Jones .DJI subia 0,2 por cento.

Além disso, operadores citavam que a evolução dos preços de matérias-primas patrocinava recuperação de algumas ações. Vale (VALE5.SA: Cotações) avançava 2,1 por cento, valendo 34,02 reais.

O cenário doméstico, segundo os profissionais, tinha pouca influência sobre as operações.

Pela manhã, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou que o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) apresentou variação nula na primeira prévia de setembro. O IBGE anunciou que a economia brasileira cresceu 6,1 por cento no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, acima das expectativas do mercado.

"Os índices divulgados nesta manhã foram bons, mas agora a bússola para os investidores é o mercado lá fora", acrescentou Hydalgo.

Fora do índice, o setor imobiliário voltava a aparecer em destaque nos negócios, depois de a Brascan Residential Properties BISA3.SA ter anunciado que seu conselho de administração aprovou a incorporação da Company CPNY3.SA, dando sequência ao processo de consolidação no segmento.

(Reportagem de Aluísio Alves e Filipe Pacheco; Edição de Daniela Machado)