Pela 2a vez, TRE da Paraíba cassa mandato de Cássia Cunha Lima

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007 21:04 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba decretou a cassação do mandato do governador Cássio Cunha Lima (PSDB) por irregularidades na veiculação de propaganda eleitoral no jornal "A União", em sua campanha pela reeleição em 2006.

Além da cassação de Lima e do vice, José Lacerda Neto (DEM), foi exigida a aplicação de multa de 100 mil reais para o governador e para o superintendente do jornal A União, José Itamar da Rocha Cândido, além da inelegibilidade de ambos por três anos, segundo informações no site do TRE-PB.

"A decisão da Corte será cumprida após publicação do acórdão no Diário da Justiça, que terá três dias para publicá-lo a contar do recebimento", segundo nota do site.

"A meu sentir, houve abuso de poder em concorrência com a prática de conduta vedada consistente na utilização do veículo de comunicação 'A União' no ano de 2006", disse o presidente do TRE-PB, Jorge Ribeiro Nóbrega, segundo nota no site.

O governador pode recorrer da decisão junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Este não é o único caso envolvendo o governador. Em julho, o PCB pediu a cassação do tucano acusando-o de distribuir 35 mil cheques de um programa social no período eleitoral para influenciar o resultado do pleito do ano passado, quando Cunha Lima foi reeleito.