Vale acerta aumento de até 66% para minério com Corus

segunda-feira, 10 de março de 2008 10:58 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Vale anunciou nesta segunda-feira que fechou ajuste para o preço do minério de ferro em 2008 com o grupo Corus, uma das maiores siderúrgicas da Europa, encerrando com isso o ciclo de ajustes de grandes clientes para este ano, informou a assessoria da Vale.

Assim como nos demais contratos já fechados com empresas européias, o minério produzido no Sistema Sul terá aumento de 65 por cento e na mina de Carajás, no Pará, de 66 por cento, devido à qualidade superior da commodity nessa região.

As siderúrgicas asiáticas, cujos ajustes estão sendo anunciados desde meados de fevereiro, tiveram aumento de 65 por cento para o Sistema Sul e 71 por cento para Carajás, já que o valor pago pelo minério é menor do que o cobrado para o continente europeu.

O prêmio para o minério de Carajás é o mesmo para todos os clientes, de 0,0619 dólar por unidade de ferro acima do preço de 2008 para o minério do Sistema Sul.

Os novos preços de referência de 2008 para o mercado europeu, em tonelada métrica seca (dmt), são de 1,3441 dólar por unidade de ferro para o Sistema Sul e 1,4060 dólar por unidade de ferro para Carajás.

O primeiro contrato fechado pela Vale, e que tradicionalmente serve de referência para as demais mineradoras, foi anunciado em 18 de fevereiro com as japonesas Nippon Steel e JFE, e com a coreana Posco. Clientes chinesas também aceitaram o aumento no final de fevereiro, lideradas pela Baosteel.

Mineradoras rivais da Vale, como BHP e Rio Tinto, ainda não anunciaram ajuste.

(Reportagem de Denise Luna)