ATUALIZA-Crédito interbancário sobe e BCs entram em alerta

segunda-feira, 10 de março de 2008 12:38 BRT
 

(Texto reescrito com mais informações)

Por Mike Dolan

LONDRES, 10 de março (Reuters) - A última onda da crise global de crédito, que já dura sete meses, se intensificou na segunda-feira com uma nova alta das taxas interbancárias na Europa e na Ásia e os chefes dos principais bancos centrais afirmaram que estão em nível alto de alerta.

A decisão de sexta-feira do Federal Reserve de injetar 200 bilhões de dólares no sistema bancário dos Estados Unidos ajudou a diminuir a tensão na oferta de crédito em dólar, mas as taxas interbancárias em euro atingiram o maior nível em quase dois meses.

Em meio à alta das taxas em euro --terceira onda desde o final de agosto e um reflexo da menor disposição dos bancos em emprestar dinheiro uns para os outros--, a Libor de três meses EUR3MFSR= já saltou quase 0,2 ponto percentual neste mês.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, falando como chairman do Encontro sobre Economia Global, disse que os problemas significativos no mercado e a volatilidade persistem.

"A vigilância dos bancos centrais é muito importante, como sempre, mas claro que também é nestas circunstâncias", disse Trichet a jornalistas após encontro no Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês). "Estamos em contato próximo", acrescentou.

A liquidez nos mercados de crédito e bônus --a capacidade de encontrar um preço negociável para os ativos-- está diminuindo e muitos fundos mútuos de bônus que enfrentam pesados resgates estão se resguardando com dinheiro por precaução, disseram analistas.   Continuação...