Tempestade deixa ao menos 14 mortos nos EUA

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007 23:39 BRST
 

KANSAS CITY (Reuters) - Uma violenta tempestade de gelo na região das planícies dos Estados Unidos deixou mais de 600 mil pessoas sem energia elétrica, ao mesmo tempo em que as gélidas temperaturas contribuíram para pelo menos 14 mortes, informaram autoridades na segunda-feira.

A tempestade derrubou árvores e linhas de transmissão de energia, deixando mais de 500 mil pessoas sem eletricidade em Oklahoma, local em que abrigos abriram para receber aqueles que deixaram suas casas devido à escuridão e ao frio. Homens da Guarda Nacional e voluntários transportavam água e comida para as áreas mais atingidas.

"Essa tempestade em particular é agora a pior na história da companhia, em termos de clientes afetados", disse Brian Alford, porta-voz da Oklahoma Gas and Electricity.

Equipes foram enviadas do Texas, Louisiana, Indiana e Mississippi para ajudar no conserto das linhas de transmissão. A tempestade também deixou às escuras 102 mil pessoas no Missouri, mais de 11 mil em Illinois e cerca de 5 mil no Kansas.

Alertas para tempestades de gelo foram emitidos do Texas até Oklahoma e Kansas e ao longo do leste do Missouri até chegar em Illinois, com a possibilidade de acumulação de até 2,5 centímetros de gelo em algumas regiões. Iowa e Arkansas também foram afetados.

O governador do Missouri, Matt Blunt, declarou estado de emergência e convocou a Guarda Nacional do Estado para ajudar as comunidades mais atingidas. "Estamos apenas começando a ver a devastação dessa série de tempestades", disse.

O gelo que deixou pistas escorregadias contribuiu para a morte de 12 pessoas em Oklahoma durante o fim de semana, segundo autoridades estaduais. Um homem morreu de hipotermia em Oklahoma e um motorista do Missouri morreu quando saiu de seu carro para ajudar um outro motorista e foi atingido por um carro que derrapou no gelo.

Trechos de várias estradas foram interditados e centenas de vôos foram cancelados em grandes aeroportos em Chicago, Kansas City, St. Louis e Oklahoma City.

O Centro Nacional de Meteorologia prevê uma nova tempestade na noite de terça-feira, com a possibilidade de maior acumulação de gelo.

(Por Ben Fenwick em Oklahoma City e Carey Gillam em Kansas City)