Carrefour vê sinais claros de redução nas vendas, ação cai

quinta-feira, 10 de julho de 2008 08:54 BRT
 

Por Astrid Wendlandt

PARIS (Reuters) - As ações do Carrefour caíram para o mais baixo patamar em cinco anos nesta quinta-feira, depois que o segundo maior grupo de varejo do mundo divulgou que as vendas do segundo trimestre mostraram sinais evidentes de redução no gasto dos consumidores.

O varejista divulgou na quarta-feira uma queda maior que a esperada nas vendas de seus hipermercados franceses pressionadas por consumidores que optaram por itens mais baratos e por gastos menores em itens não relacionados a alimentos.

"Consequentemente é natural se perguntar se o ambiente para o consumidor teve uma curva para pior nas últimas semanas", informou a Bernstein Research em nota.

A ação do grupo varejista atingiu o nível mais baixo desde março de 2003, chegando a despencar 10 por cento mais cedo. Os papéis do Carrefour registram perda de cerca de 40 por cento este ano.

A confiança do consumidor na Europa e Estados Unidos se deteriorou de maneira marcante por conta do contínuo aumento da inflação e dos preços do petróleo e de bens de consumo.