Bovespa cai 3% e perde patamar dos 60 mil pontos

segunda-feira, 10 de março de 2008 18:06 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Temores de que a crise no setor imobiliário dos Estados Unidos tenha provocado perdas ainda maiores a grandes instituições financeiras sacudiram os mercados internacionais nesta segunda-feira e levaram a Bolsa de Valores de São Paulo à terceira queda consecutiva.

O Ibovespa fechou em queda de 3,02 por cento, aos 59.999 pontos. O volume negociado na bolsa somou 5,06 bilhões de reais.

Desde a última quinta-feira, a perda acumulada pelo índice é de 7,2 por cento.

O medo de que o mercado de hipotecas norte-americano de alto risco (subprime) tenha causado prejuízos ainda não previstos mostrou-se justificado nesta segunda-feira, em meio a uma série de novidades ruins do setor.

O Citigroup estimou que o subprime vai causar baixas adicionais de cerca 9 bilhões de dólares a bancos de investimentos só no primeiro trimestre deste ano. O gigante de private equity Blackstone foi outro a admitir que o ramo imobiliário lhe rendeu prejuízos no final de 2007.

Não bastasse isso, rumores de que o banco Bear Stearns estaria enfrentando problemas de liquidez acrescentou um princípio de pânico aos negócios. O banco apressou-se em desmentir os comentários.

Para Marco Antonio Gazel, sócio da M2 Investimentos, todo esse cenário está levando os investidores a perder parte da esperança de que o mercado doméstico de ações possa se descolar, pelo menos em parte, dos efeitos da crise nos Estados Unidos. "O descolamento está perdendo força", disse.

No ano, o índice Dow Jones acumula baixa de 11%, enquanto o Ibovespa perdeu 6,1%.   Continuação...