Presidente da Vale diz que negociação do minério é para 2009

quarta-feira, 10 de setembro de 2008 15:10 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Um dia depois de a Vale admitir estar negociando um aumento de preços contratuais do minério de ferro com seus clientes na Ásia, o presidente da empresa afirmou que as negociações são para os contratos do ano que vem.

Questionado sobre para quando seriam essas negociações, Roger Agnelli respondeu: "É tudo para o ano que vem".

Entretanto, informações de clientes na Ásia indicaram que as negociações seriam para um reajuste suplementar aos contratos deste ano.

Contatada pela Reuters, a assessoria de imprensa da Vale informou que não poderia comentar imediatamente a declaração do executivo.

Agnelli, que participou nesta quarta-feira de uma reunião de empresários na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), deu as declarações aos jornalistas rapidamente, já entrando no elevador.

"Hoje não faz mais sentido ter o preço do mercado asiático... Já estamos conversando com as empresas (com as quais) temos contratos", acrescentou ele, destacando que a posição da empresa é de realizar contratos anuais.

Perguntado sobre o desempenho das ações, que têm caído nas últimas semanas, ele disse: "As ações estão relativamente bem".

Quando as primeiras especulações sobre as negociações surgiram, as ações da empresa registraram alta pontual, caindo em seguida, com a companhia afirmando publicamente que "desconhecia" qualquer negociação.

A nota da Vale divulgada na terça-feira não deixou claro para quando seriam as negociações.   Continuação...