Governo e oposição fecham acordo para CPI mista dos cartões

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008 12:49 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - Governo e oposição chegaram a um acordo nesta segunda-feira e o Congresso deve realizar apenas uma CPI mista para investigar os gastos com cartões corporativos. A investigação atingirá as despesas tanto do governo Lula quanto de Fernando Henrique Cardoso.

O acordo foi selado nesta manhã em reunião do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), e o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP). Jucá havia apresentado um requerimento para uma CPI restrita ao Senado e com investigação ampla. Sampaio propunha uma CPI mista e restrita aos gastos do governo Lula.

"Este acordo permite que investiguemos o cartão e possamos corrigir eventuais irregularidades. É o que o governo quis desde o começo", disse Jucá a jornalistas.

Sampaio usou tom de conciliamento. "A oposição nunca teve resistência em relação a investigar o passado, mas o fato é que não há fato determinado para que a CPI apure de 1998 para cá. De qualquer maneira vamos investigar agora porque não estamos investigando um governo ou outro, estamos investigando uma modalidade de crédito", disse.

(Texto de Carmen Munari; Edição de Mair Pena Neto)