Ações da Ásia caem por renovado temor sobre crise imobiliária

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008 07:36 BRST
 

Por Nina Mehra

HONG KONG (Reuters) - As bolsas asiáticas despencaram nesta sexta-feira, assustadas por uma reportagem segundo a qual o banco Merrill Lynch terá prejuízo de 15 bilhões de dólares decorrentes de investimentos em hipotecas.

Um artigo do New York Times, citando fontes próximas à questão, afirmou que o Merrill está tentando levantar capital de investidores estrangeiros, o que pressionou o dólar, derrubou ações e valorizou os Treasuries.

O índice japonês Nikkei perdeu 1,9 por cento, para 14.110 pontos, e foi para seu pior patamar desde novembro de 2005.

A bolsa sa Coréia do Sul recuou 2,3 por cento, para 1.782 pontos, o pior nível em sete semanas. O índice australiano S&P/ASX 200 teve sua quinta queda consecutiva, de 1,6 por cento, a 5.981 pontos.

"A reportagem deixou os investidores mais nervosos", afirmou Kim Sung-bong, analista na Samsung Securities. "As instituições financeiras dos EUA começam a divulgar seus balanços a partir da semana que vem e os mercados estão preocupados sobre se as perdas relacionadas às hipotecas de risco (subprime) serão maiores que o esperado".

O índice MSCI, das bolsas da Ásia Pacífico exceto Japão, perdia 0,76 por cento, a 511 pontos.

Em Tóquio, as ações da Seven & I, maior varejista japonesa, despencaram mais de 6 por cento depois de a empresa reduzir sua previsão de lucro para o ano. O lucro trimestral da empresa caiu 8,5 por cento, atingido pelos em lojas de conveniência nos Estados Unidos e por um baixo aumento do gasto do consumidor no Japão.

 
<p>As bolsas asi&aacute;ticas despencaram nesta sexta-feira, assustadas por uma reportagem segundo a qual o banco Merrill Lynch ter&aacute; preju&iacute;zo de 15 bilh&otilde;es de d&oacute;lares decorrentes de investimentos em hipotecas. Photo by Stringer Shanghai</p>