Chávez avalia referendo em 2010 para se manter na Presidência

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008 22:23 BRST
 

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, ventilou na sexta-feira a idéia de convocar um referendo em 2010 para decidir se o presidente pode ou não concorrer à reeleição ilimitada. Chávez perdeu uma votação sobre esse tema em dezembro.

Em discurso sobre a situação do país na sexta-feira, Chávez disse que pode convocar outro referendo em dois anos, especificamente para decidir se ele pode disputar a reeleição para permanecer na Presidência após o fim de seu mandato, em 2013.

Em discurso de quatro horas para parlamentares, embaixadores e ministros de Estado, o presidente venezuelano disse que estava apenas "pensando alto" e que a mudança seria meramente "uma pequena emenda".

Os parlamentares se levantaram e gritaram: "Chávez está aqui para ficar".

A constituição venezuelana permite a convocação de um referendo contra o presidente quando ele estiver na metade de seu mandato, o que para Chávez será em 2010.

O presidente venezuelano disse que pode convocar um referendo contra si e acrescentar uma pergunta sobre se deve ter direito a reeleição ilimitada.

(Por Saul Hudson)