Agências hipotecárias e petróleo derrubam bolsas dos EUA

sexta-feira, 11 de julho de 2008 18:09 BRT
 

Por Kristina Cooke

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores norte-americanas fecharam em queda nesta sexta-feira, com temores sobre a situação das duas grandes concessoras de hipotecas Freddie Mac e Fannie Mae.

Além disso, os altos preços do petróleo --que bateram novo recorde em Nova York-- nublaram a perspectiva econômica.

O índice Dow Jones teve baixa de 1,14 por cento, a 11.100 pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 1,11 por cento, a 1.239 pontos. O Nasdaq perdeu 0,83 por cento, a 2.239 pontos.

A queda desta sexta-feira fechou uma semana tumultuada, em que o S&P 500 juntou-se ao Nasdaq e ao Dow no chamado "bear market" (mercado com tendência de baixa).

Esta foi a sexta queda semanal consecutiva do Nasdaq e do S&P 500, a maior sequência de baixas semanais desde 2004.

Investidores mostraram preocupação de que os dois pilares do mercado imobiliário norte-americano podem ficar sem capital, colocando a frágil economia norte-americana em risco ainda maior.

A Fannie Mae e a Freddie Mac sofreram forte baixa. As pressões aumentaram para que o governo evite que a crise imobiliária derrube as maiores agências de hipotecas norte-americanas.

Um salto nos preços do petróleo acima de 147 dólares por barril acrescentou mais mau humor ao cenário, com preocupações sobre o impacto dos altos custos de combustíveis sobre os gastos do consumidor e os resultados corporativos.

"Estamos no meio de um tsunami financeiro. Esta é uma tempestade como o país nunca viu", disse Peter Kenny, diretor gerente da Knight Equity Markets.