CÂMBIO-Piora externa segura dólar, que opera estável

sexta-feira, 11 de abril de 2008 10:44 BRT
 

SÃO PAULO, 11 de abril (Reuters) - O dólar interrompia a sequência de quedas e operava praticamente estável nesta sexta-feira, repercutindo o pessimismo internacional após resultados decepcionantes da General Electric (GE.N: Cotações).

Às 10h42, a moeda norte-americana BRBY era cotada a 1,686real, em alta de 0,06 por cento. O dólar caiu em todas as oito sessões de abril.

A ligeira alta desta sessão, porém, não revertia a tendência de queda da moeda norte-americana, segundo Marcelo Voss, economista-chefe da corretora Liquidez. Mesmo após as últimas oito quedas, ele ainda vê espaço para uma desvalorização adicional do dólar diante o real.

"Na realidade, o dólar abriria em baixa de novo. O problema é que quando saiu o resultado da GE... aumentou um pouco a aversão a risco e isso segurou o câmbio".

A General Electric, cujas ações despencavam 11 por cento na abertura das bolsas em Nova York, divulgou queda de 6 por cento no lucro. O resultado preocupou os investidores, que temem os efeitos da desaceleração dos Estados Unidos.

A corretora Fator também avalia que a tendência do dólar, no curto prazo, ainda é de queda. "A perspectiva de um fluxo de recursos para a economia brasileira, encorajado pela expectativa de aumento do juro... deve valorizar o real no curto prazo", escreveu o economista-chefe da corretora, Vladimir Caramaschi, em relatório.

Voss, porém, reconheceu que a taxa de câmbio deve ficar refém da instabilidade internacional. "A semana que vem vai ter muita volatilidade", lembrou, em referência à série de balanços corporativos com divulgação marcada nos Estados Unidos.

(Por Silvio Cascione; Edição de Vanessa Stelzer)