Déficit comercial dos EUA diminui em agosto

quinta-feira, 11 de outubro de 2007 10:35 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O déficit comercial dos Estados Unidos recuou mais que o esperado em agosto e ficou em 57,6 bilhões de dólares, mostrou relatório do Departamento de Comércio nesta quinta-feira.

O desempenho foi influenciado pela queda do dólar e pelo crescimento econômico de outros países, que incentivaram as exportações.

Analistas de Wall Street esperavam que o déficit em agosto ficasse em 59 bilhões de dólares, pouco abaixo do valor inicialmente informado de julho, de 59,25 bilhões de dólares. Após revisão, o resultado de julho ficou em 59 bilhões de dólares.

O déficit comercial poderia ter caído ainda mais não fosse os recordes atingidos pelo petróleo. O saldo negativo da balança excluindo o petróleo totalizou 40,2 bilhões de dólares --o menor desde maio de 2004. Em contrapartida, o déficit de 24,3 bilhões de dólares na balança de petróleo foi o maior desde agosto de 2006.

Esse dados e o relatório sobre os pedidos de auxílio-desemprego --que diminuíram na semana passada-- mostraram sinais de força da economia norte-americana, e ajudaram a provocar a queda dos preços dos bônus governamentais no começo da manhã desta quinta.

Keith Hembre, economista-chefe da FAF Advisors, disse que o dado de comércio de agosto, se repetido em setembro, pode acrescentar 1 por cento ao crescimento norte-americano no terceiro trimestre, "trazendo-o para cerca de 3 por cento".

As exportações norte-americanas subiram para 138,3 bilhões de dólares em agosto. As importações, por sua vez, totalizaram 195,9 bilhões de dólares no período.

(Por Doug Palmer)