Citigroup vende operações na Alemanha por US$8 bilhões

sexta-feira, 11 de julho de 2008 09:41 BRT
 

Por John O'Donnell

FRANKFURT (Reuters) - O Citigroup está vendendo sua divisão de varejo na Alemanha para o francês Credit Mutuel por mais de 8 bilhões de dólares, em estratégia do maior banco dos Estados Unidos para lidar com a crise global dos mercados.

O grupo financeiro norte-americano perdeu mais de 15 bilhões de dólares nos últimos seis meses em baixas contábeis vinculadas a hipotecas de alto risco e outros investimentos em títulos de dívida.

Mas os problemas do Citigroup podem ser a fortuna do Credit Mutuel. Na maior aquisição da história do grupo, o banco francês vai crescer em relação ao cerne de seus negócios, hipotecas na França, para capturar negócios predominantemente de financiamento ao consumidor na maior economia da Europa.

O Citigroup informou que embolsará um ganho após impostos de cerca de 4 bilhões de dólares e que isso melhorará indicador de saúde financeira.

"Este é outro passo estratégico em nosso esforço para reorganizar o Citi, fortalecer nossas contas, e nos coloca no caminho para o crescimento futuro", informou o presidente-executivo do Citi, Vikram Pandit.

Pandit, que tornou-se presidente-executivo em dezembro, está vendendo suas operações na Alemanha em um momento em que o Citi enfrenta novas pressões sobre seu capital por conta de substanciais novas baixas contábeis no segundo trimestre.

As operações do Citi na Alemanha, que englobam empréstimos para tudo desde televisores a automóveis, contribuíram com quase três por cento do lucro global antes de impostos do banco em 2006.

Ao abandonar esses negócios, que eram o núcleo de suas operações de varejo na Europa, o Citi está sinalizando com uma significativa mudança de direção.

O Citi, que concedeu mais de 10 bilhões de euros em crédito na Alemanha e tem mais de 3,2 milhões de clientes, é o maior nome em financiamento ao consumidor na Alemanha, com uma participação de mercado de quase sete por cento.