Minc fará exigências para Angra 3, mas licença sai em breve

sexta-feira, 11 de julho de 2008 15:05 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Apesar de ser contra, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, deverá conceder em agosto a Licença Inicial para a construção da usina nuclear Angra 3, mas com várias condições.

"O licenciamento já está praticamente concluído pela equipe da ministra Marina (ex-ministra Marina Silva), mas vou acrescentar condições ao licenciamento", disse Minc, que explicou não ter prazo para conceder a licença, mas estimou que ela sairá até o final de agosto.

De acordo com o Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, a licença para a construção da terceira usina nuclear brasileira, com capacidade para gerar 1.350 megawatts, seria concedida no dia 30 de agosto e as obras da unidade iniciadas no dia 1o de setembro.

Segundo Minc, entre as condições que serão impostas à Eletronuclear estão a adoção do Parque Nacional da Serra da Bocaina, em São Paulo; a adoção do saneamento de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro; e a manutenção de um controle externo de sensores de radioatividade, com gestão independente à da Eletronuclear, estatal que opera as usinas nucleares no país.

"Além disso, vamos estabelecer um prazo, até a concessão de licença de operação para definir a destinação final do resíduo atômico", explicou.

(Reportagem de Denise Luna)