Israel tirou menos bloqueios do que o prometido

sexta-feira, 11 de abril de 2008 08:38 BRT
 

Por Adam Entous

JERUSALÉM (Reuters) - Israel removeu 44 bloqueios em estradas da Cisjordânia ocupada, número menor do que havia prometido à secretário de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, anunciou uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) na sexta-feira.

O Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha, na sigla em inglês) disse ainda que a maioria dos bloqueios removidos tinha pouca ou nenhuma significância.

Os palestinos afirmam que a rede israelense de centenas de postos de controle e bloqueios nas estradas são apenas uma parte da punição coletiva que sofrem, além de prejudicar a economia e minar o apoio às negociações de paz patrocinadas pelos Estados Unidos.

Israel alega que os bloqueios são necessários para impedir que agressores suicidas cheguem às cidades do país.

A Ocha realizou um estudo de campo próprio sobre os 61 obstáculos que Israel disse ter removido após uma visita de Rice neste mês.

O órgão descobriu que 44 deles foram removidos, 6 permaneciam e 11 não foram encontrados, segundo relatório preliminar apresentado para doadores ocidentais, cuja cópia foi obtida pela Reuters.

O Exército israelense não comentou imediatamente as descobertas da entidade da ONU.