Citi pode vender negócios na Alemanha, dizem fontes

sexta-feira, 11 de abril de 2008 11:52 BRT
 

Por John O'Donnell e Philipp Halstrick

FRANKFURT (Reuters) - O Citigroup está avaliando uma divisão ou venda de seus negócios na Alemanha como parte de uma reorganização global do grupo norte-americano, afirmaram fontes próximas do assunto à Reuters.

O Citi na Alemanha, que obtém a maior parte de seus recursos a partir de empréstimos e financiamentos de bens desde televisores a automóveis, contribuiu com quase três por cento do lucro global antes de impostos do grupo em 2006.

As operações alemãs são a peça central dos negócios da instituição na Europa e qualquer divisão deles pode indicar uma mudança na direção do maior banco dos Estados Unidos.

Apesar de lucrativa, as operações de varejo do Citi na Alemanha têm enfrentado competição ferrenha e lucros em queda e estão entre as principais indicadas para um desinvestimento.

O Citibank na Alemanha viu seu lucro antes de impostos cair 17 por cento nos primeiros seis meses de 2007, para 264 milhões de euros (418 milhões de dólares), continuando com um processo de declínio verificado nos últimos anos.

"Se o preço for certo, o Citibank (na Alemanha) poderia ser vendido", disse uma fonte próxima do assunto. "Todo mundo (no setor) está sob pressão. Há revisões acontecendo em todos os lugares e não existem vacas sagradas."

O Citi não comentou o assunto e o considerou como especulação.

Existe uma série de rivais que poderiam estar interessados na compra. O espanhol Santander, por exemplo, recentemente comprou braços de financiamento na Alemanha do Royal Bank of Scotland e da General Electric .

O Citibank, que concedeu mais de 10 bilhões de euros em creédito na Alemanha e tem 3,2 milhões de clientes, é o maior da Alemanha em financiamento a consumidores, com uma participação de quase sete por cento.