11 de Agosto de 2008 / às 20:41 / 9 anos atrás

PANORAMA2-Dólar sustenta alta e dita queda das commodities

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 11 de agosto (Reuters) - A guinada de alta do dólar frente às principais moedas sustentou-se nesta segunda-feira, provocando mais uma rodada de baixa das commodities.

O euro EUR= caiu abaixo de 1,49 dólar após sofrer na semana passada a maior queda semanal desde 1999. No Brasil, o real teve a sexta queda seguida em relação à moeda norte-americana.

Para muitos analistas, a virada encerra o período de quase sete anos de queda do dólar. Entre os motivos para a mudança de perspectiva está a preocupação com a economia global após um ano de crise imobiliária e desaceleração do crescimento dos Estados Unidos.

Com a alta do dólar e o receio de um desaquecimento global, que afetaria a demanda por recursos naturais, o mercado acompanhou mais uma sessão de queda dos preços das matérias-primas.

O petróleo CLc1, por exemplo, caiu abaixo de 115 dólares por barril nos EUA, um mês após bater recorde perto de 150 dólares. O índice Reuters-Jefferies de commodities .CRB caía 0,6 por cento no final da tarde.

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) não resistiu e caiu para o menor patamar desde janeiro. Além de Petrobras (PETR4.SA) e Vale (VALE5.SA), o setor elétrico também teve desempenho ruim.

Na vizinha Argentina, a bolsa desabou ao menor nível desde outubro de 2006 após a Standard & Poor's reduzir a nota do país para "B", a cinco passos do grau de investimento.

Veja como encerraram os principais mercados nesta segunda-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,616 real, em alta de 0,44 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 3,254 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa perdeu 3,29 por cento, a 54.720 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 4,89 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 3,56 por cento, aos 33.203 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 ficou em 13,72 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 subiu a 14,67 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava levemente no final da tarde, para 131,8 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 5,47 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 5 pontos, a 225 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 288 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI subiu 0,41 por cento, a 11.782 pontos. O Nasdaq .IXIC avançou 1,07 por cento, para 2.439 pontos. O índice S&P 500 .SPX exibiu valorização de 0,69 por cento, aos 1.305 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 4,0 por cento no final da tarde ante 3,94 por cento na sexta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Aluísio Alves e Fabio Gehrke; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below